quinta-feira, 15 de maio de 2014

Greve dos motoristas deixa mais de 130 mil sem transporte em Jundiaí

Paralisação começou às 0h desta quinta-feira.

Categoria pede reajuste salarial de 15%, além de participação nos lucros.


Cerca de 132 mil pessoas estão sendo prejudicadas com a greve dos motoristas e cobradores de ônibus municipais e intermunicipais de Jundiaí (SP). A paralisação começou às 0h desta quinta-feira (15) e os trabalhadores aguardam uma negociação. Eles pedem reajuste salarial de 15%, além de participação nos lucros da empresa e aumento no vale-alimentação.
Por conta da paralisação, os ônibus não saíram das garagens e os terminais estão fechados. Cerca de 4 mil funcionários das três empresas do transporte rodoviário de Jundiaí aderiram à greve e garantem que não há previsão de retorno aos trabalhadores.
Só alguns veículos de uma das três empresas que prestam o serviço na cidade circularam pela manhã desta quinta-feira fazendo o trajeto em poucas linhas. Na estação de trem de Jundiaí, as pessoas que chegavam à cidade para trabalhar ou estudar encontraram o terminal da Vila Arens fechado.
Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários da cidade, a negociação com as empresas de transporte municipal e intermunicipal da cidade estava em andamento e, por isso, os grevistas não terão o apoio do sindicato. Já os grevistas afirmam que esperam a participação do sindicato no movimento.
A Prefeitura de Jundiaí informou, por meio de nota, que não foi notificada oficialmente sobre a greve dos motoristas e cobradores de ônibus da cidade. Por conta disso, entende que o movimento é completamente ilegal e prejudica todos os usuários do transporte público.
A prefeitura também informou que, por volta das 11h, o número de carros nas ruas era de 62, "o que corresponde a 25% da frota efetiva". Os ônibus estão atendendo as seguintes linhas: Ivoturucaia, Guanabara (521), Vila Cristo, Vila São Paulo, Eloy Chaves (941A e 941B), Ipê/Alvorada, Roseira, Medeiros, Novo Horizonte, Lírio, Hortolândia/Maxi Shopping (Via Vila Arens), 552, 526, Morada das vinhas, Tulipas (Via Anhanguera) e Vila Arens/Centro (via Messina).
Segundo a prefeitura, os ônibus estão operando fora dos terminais, uma vez que não é possível garantir a integração para todos os destinos.
http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2014/05/greve-dos-motoristas-deixa-mais-de-130-mil-sem-transporte-em-jundiai.html

Fonte:  G1 Sorocaba e Jundiaí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas