quinta-feira, 15 de maio de 2014

Motoristas e cobradores de ônibus adiam decisão sobre greve em São Paulo

Ônibus de São Paulo não entrará em greve nesta quinta, mas não estão descartados piquetes


ônibus
Ônibus em São Paulo. Não deve haver greve nesta quinta-feira, mas não estão descartados piquetes nas garagens e manifestações em terminais. Foto: Adamo Bazani
Motoristas e cobradores de ônibus adiam decisão sobre greve em São Paulo
Companhias de ônibus confirmam que operações serão normais, mas deve haver piquetes
Os motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo adiaram a decisão sobre uma greve da categoria, marcada para esta quinta-feira.
No entanto, não estão descartadas ações como manifestações nas proximidades de terminais de ônibus e piquetes nas garagens.
Assim, a saída de alguns ônibus pode ser atrasada em algumas regiões da Capital Paulista.
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, deve se reunir com representantes dos trabalhadores para tentar evitar a paralisação. O estado de greve é mantido.
Empresas de ônibus como Viação Gato Preto (zona Oeste), Viação Campo Belo (zona Sul), Sambaíba Transportes (zona Norte) e Ambiental Transportes (zona Leste) e a unidade Itaim Paulista da VIP Transporte (zona Leste) informaram à reportagem que a previsão é de que os serviços sejam normais nesta quinta-feira.
Os motoristas e cobradores pedem reajuste salarial de 13%. Inicialmente, as empresas ofereceram reajuste salarial de 5,20%; Participação nos Lucros e Resultados de R$ 600,00 e ticket no valor de R$ 15,50.
Segundo o SPUrbanuss, entidade que representa as empresas, as viações estão dispostas a negociar.
Uma nova assembleia deve ser realizada pelos motoristas e cobradores até sexta-feira.

Fonte:   por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas