quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Vagão Rosa é vetado pelo Governo do Estado de São Paulo



vagão rosa
Após diversos protestos de movimentos feministas e em redes sociais, Alckmin veta criação do vagão rosa, exclusivo para mulheres na CPTM e no Metrô. Foto: Alice Vergueiro/Futura Press/Estadão Conteúdo

Vagão Rosa é vetado pelo Governo de São Paulo
Ativistas feministas fizeram protesto e alegavam que medida não seria solução para coibir o assédio sexual no transporte coletivo
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, vetou nesta terça-feira, dia 12 de agosto de 2014, a criação do chamado “vagão rosa”.
O projeto do deputado estadual Jorge Caruso tinha sido aprovado pela Assembleia Legislativa de São Paulo em julho e consistia na separação de um carro das composições da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e do Metrô de São Paulo exclusivo para mulheres nos horários de pico. Adolescentes e crianças independentemente do sexo, desde que na companhia de mulheres, poderiam usar os espaços.
O ato do governador se deu depois de manifestações de movimentos feministas e grupos sociais que alegavam que a segregação não coibiria os casos de assédio e abuso sexual no transporte metroferroviário.
Estes grupos defendem outras medidas, como campanhas de conscientização entre os passageiros e intensificação da segurança.

Fonte: ,por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas