sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Até 2015, todas as estações do Metrô devem ter internet grátis


wi-fi metrô
Estação da Sé, a primeira a ter rede wi-fi no metrô de São Paulo. Companhia promete acesso a internet gratuita em todas as estações até dezembro de 2015.

Até 2015, todas as estações do Metrô devem ter internet grátis em São Paulo
Serviço já está disponível na estação Sé, mas acessos são bem limitados

Depois de alguns ônibus da Viação Campo Belo e da Sambaíba Transportes Urbanos iniciarem novos testes de conexão gratuita de internet para os passageiros (antes houve experimentações em linhas como 6030-10 Unisa Campos I/Terminal Santo Amaro, 509M-10 Jardim Miriam-Princesa Isabel), é a vez do Metrô de São Paulo entrar lentamente na era da internet.
A companhia do metropolitano informou nesta quinta-feira, dia 02 de outubro de 2014, que até dezembro de 2015, todas as estações terão pontos para acesso à internet sem fio.
Segundo o Metrô, serão 75 áreas de acesso dentro das estações do sistema, chamadas WiFi Zones
Já estão em testes dois pontos na estação da Sé, uma das mais movimentadas da rede.
“ As áreas estão identificadas com adesivos e placas e ficam ao lado do vão central, atrás das escadas de embarque no sentido Jabaquara e antes das escadas de embarque no sentido Tucuruvi. “ – diz o metrô em nota.
A empresa explica que “para usar o serviço, o usuário deve pesquisar a rede “wifi_metro_sp” e cadastrar seu e-mail. Após aceitar o “Termo de Condições de Uso”, estará habilitado a usar a internet. “
CONEXÃO LIMITADA:
No entanto, inicialmente, não será possível ainda “viajar na internet”. A conexão é bastante limitada, mas haverá possibilidade de expansão.
A conexão só vai ter capacidade de atender 200 passageiros de maneira simultânea. Além disso, cada pessoa pode usar a internet por no máximo 20 minutos, com intervalos de 15 minutos.
Mesmo com a limitação, em nota, a assessoria de imprensa do metrô, diz que este tempo de acesso é superior que de outros sistemas:
“A conexão vai atender inicialmente 200 usuários simultaneamente, com capacidade de expansão. Cada pessoa poderá utilizar a rede por no máximo 20 minutos, com intervalos de 15 minutos. O tempo permitido de conexão é superior, por exemplo, ao que é disponibilizado pelos metrôs do Rio de Janeiro (15 minutos, duas vezes ao dia) e de Tóquio (15 minutos, cinco vezes ao dia). Até o final deste ano, o serviço estará disponível em mais cinco estações da rede metroviária paulista com maior movimento de passageiros.” – diz a nota

Fonte:  por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas