sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Tarifas: Oito cidades da região Oeste adotam passe livre para estudantes


O tema de tarifa gratuita ganhou força em junho do ano passado, com a realização de manifestações 

Estudantes das 8 cidades da região Oeste da Grande São Paulo terão passe livre nas linhas municipais de ônibus. Essa foi a principal decisão tomada em reunião, realizada na manhã de ontem, em Barueri, do Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste). A medida, no entanto, ainda não tem data para entrar em vigor. Apesar da adoção de tarifa zero para os alunos ter sido aprovada, detalhes do projeto serão definidos em reuniões com técnicos dos 8 municípios, que farão alinhamentos operacionais para a adoção da medida regionalmente, incluindo padronização do sistema de cobrança, a faixa de estudantes que será abrangida pelo benefício e ainda o subsídio para a concessão da gratuidade.

Atualmente, na maioria das cidades da região, os estudantes ganham desconto de 50% para compra do passe escolar. O tema de tarifa gratuita ganhou força em junho do ano passado, com a realização de manifestações, por todo o País, pedindo ainda melhoria na qualidade do transporte público e redução das tarifas. Na ocasião, os municípios que compõem o consórcio estiveram entre os primeiros, no País, a anunciar uma baixa nos preços das passagens de ônibus, de R$3,30, em média, para R$3, em vigor atualmente.

Segundo Sergio Ribeiro, presidente do Cioeste e prefeito de Carapicuíba, o foco da reunião desta quinta-feira não foi um eventual reajuste de tarifas. “Mas sim a necessidade de criar um incentivo para este importante segmento social da população, que são os estudantes”, completou. Ainda não há previsão para conclusão dos trabalhos dos técnicos. Já a próxima reunião do conselho, que é formado pelas cidades de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba, acontece em janeiro, quando será definido ainda seu novo presidente, para mandato de um ano.

Casa abrigo
Em seu último encontro de 2014, o conselho definiu ainda a instalação de Casa Abrigo para mulheres em Pirapora do Bom Jesus. O projeto, que visa atender vítimas da violência, foi apresentado aos prefeitos por integrantes do Fórum das Mulheres da Região Grande Oeste. Ficou decidido que Pirapora do Bom Jesus disponibilizará um imóvel para a Casa Abrigo. A cidade foi escolhida pela localização estratégica, distante dos grandes centros urbanos, o que garante maior proteção às vítimas. O Cioeste indicou ainda que, após a análise de custos e funcionamento, um segundo equipamento pode ser trazido para outra cidade da região. O consórcio também estabeleceu a criação de um Grupo de Trabalho (GT) destinado ao tema “gênero e diversidades”, para definir novas ações voltadas às mulheres.


Fonte: webdiario.com.br,por: Erica Celestini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas