sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

“Eu Vi” é aplicativo que pode ajudar na conservação das estradas

“Eu Vi” é aplicativo que pode ajudar na conservação das rodovias de São Paulo
Pela ferramenta, é possível indicar problemas como falta de sinalização e buracos na via
estradas
Ônibus em rodovia Paulista.
 Aplicativo permite relato de problemas de conservação
 e sinalização em tempo real. 
Foto: A Tribuna
Quantas vezes você passou por uma rodovia e viu um buraco, mato invadindo a pista, ponto de ônibus mal consevado, problema na sinalização e tentou avisar à concessionária ou até mesmo à polícia rodoviária, mas não pode porque não sabia o número e telefone? Depois, ao final da viagem, com tantos compromissos ou mesmo cansado acabou esquecendo.
A Artesp – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transportes do Estado de São Paulo já oferece um aplicado de celular pelo qual o passageiro de ônibus ou quem se desloca de carro pode denunciar irregularidades nas rodovias paulistas sejam públicas ou de concedidas a empresas privadas.
Trata-se do aplicativo “Eu Vi”, que funciona em celulares com sistema iOS (iPhone) ou Android.
A ferramenta pode ser baixada gratuitamente e as notificações só serão validadas caso o serviço de GPS do celular esteja ativo. Caso não houver sinal na estrada, o usuário deve fazer o registro que é gravado pelo aplicativo e os dados poderão ser enviados pelo passageiro ou motorista quando chegar a um local com sinal de internet.
Só serão atendidos problemas dentro da área de fiscalização da Artesp, o que não inclui, por exemplo, alguns trechos urbanos de rodovias.
Ao todo, são cobertos pelo programa “6,4 mil quilômetros de pistas sob concessão em todas as regiões do Estado – o que inclui rodovias de importância nacional como a Bandeirantes, Raposo Tavares, Anhanguera, Rodoanel, Castelo Branco, Anchieta, Imigrantes, entre outras”, segundo a Artesp.
É possível mandar fotos sobre a ocorrência ou vídeos de até 10 segundos.
Lembrando que o motorista nunca deve manusear o telefone enquanto dirige. O motorista deve parar num local seguro próximo ou então o registro deve ser feito pelos passageiros do carro, ônibus ou acompanhante no caminhão.
Em nota, a Artesp afirma que as concessionárias ou o governo têm prazos estipulados para solução de cada tipo de problema. Acompanhe alguns:
O que o motorista/passageiro pode mostrar por meio do “Eu-Vi”, e o prazo que o problema tem para ser solucionado
1. Conservação de barreiras de concreto – solução em uma semana;
2. Defensas metálicas e cercas – solução em uma semana;
3. Mato alto ao longo da pista – acionamento das equipes de imediato;
4. Pichação ao longo da estrada – solução em uma semana;
5. Limpeza de canaletas e bueiros – solução em um mês;
6. Iluminação de passarelas – solução em uma semana;
7. Conservação de ponto de ônibus – solução em uma semana;
8. Conservação de pontes, viadutos e túneis – solução em uma semana;
9. Conservação de sinalização (placas, faixas) – repintura em uma semana/limpeza em um mês;
10. Buraco no asfalto – solução em um dia;
11. Lixo na estrada – solução em uma semana;
12. Queimada/fumaça – acionamento das equipes de imediato;
13. Animais na estrada – solução em um dia.

Fonte:  ,por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas