quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

BNDES lança nova linha de financiamento para ônibus e caminhões



financiamento ônibus
Ônibus, caminhões e outros bens de capital podem ser financiados por mais uma linha criada pelo BNDES, agora com juros fixos anuais. Também é possível usar a linha para complementar o PSI e assim cobrir até 90% do valor da máquina ou veículo comercial. Foto: Adamo Bazani.


BNDES cria nova linha de financiamento para ônibus e caminhões
Com juros anuais fixos, financiamento pode complementar o PSI e com isso, o valor do bem ser coberto em até 90%
O BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social anunciou nesta segunda-feira, dia 09 de fevereiro de 2015, a criação de mais uma linha de financiamento para bens de capital, entre eles ônibus e caminhões.
A linha terá uma taxa fixa anual que vai ser alterada de acordo com o mês que o financiamento for contratado. Quem por exemplo aderir à opção agora em fevereiro vai pagar 17,24% ano no caso de micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) e 15,74% anuais para demais empresas.
Outra novidade em relação a esta nova linha de financiamento é que ela poderá complementar a cobertura das linhas do PSI – Programa de Sustentação do Investimento, também destinado a bens de capital.
No final do ano passado, a cobertura do PSI sobre o valor da máquina, caminhão e ônibus caiu para 50% a grandes empresas e para 70% no caso das companhias de menor porte.
A nova modalidade pode ser usada junto com o PSI e subir a cobertura de financiamento para 90% do valor da máquina ou veículo de grande porte.
A taxa de juros fixa vai incidir somente sobre a parcela do bem financiada por esta nova linha. O restante continua com as taxas do PSI.
No, entanto, para micro, pequenas e médias empresas, o BNDES vai levar conta as condições do PSI, que são mais vantajosas, como comunicado em nota à imprensa da instituição:
“Na composição do crédito (PSI + taxa de juros fixa), porém, fica mantida a vantagem de custo do financiamento para as MPMEs, já que a participação do BNDES na parcela de financiamento com juros subsidiados do PSI a essas empresas é maior.”
A linha de forma isolada ou em conjunto com o PSI pode ser usada também por transportadores de carga autônomos, no caso, no âmbito do programa ProCaminhoneiro.

Fonte: Blog: Ponto de ônibus, por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas