domingo, 1 de fevereiro de 2015

São Paulo: Passe-livre estudantil começa nesta segunda-feira

Passe livre estudantil começa a vigorar nesta segunda-feira em São Paulo
Estudantes da rede pública já devem ter realizado o pagamento da taxa anual da SPTrans e da rede privada ou de universidades públicas vão ter de declarar renda no site da gerenciadora


ônibus
Ônibus em São Paulo. Gratuidade para parte dos estudantes na Capital Paulista começa nesta segunda-feira. Estudantes cotistas, de ensino privado e de instituição de nível superior devem fazer autodeclaração de renda. Foto: Adamo Bazani



Entra em vigor nesta segunda-feira, dia 02 de janeiro, o passe-livre estudantil que dá direito ao transporte gratuito nos ônibus municipais da capital paulista.
Para ter direito à gratuidade, os estudantes de instituições públicas já devem estar com o cartão eletrônico em mãos e terem realizado o pagamento do boleto de validação anual do Bilhete Único Estudante.
Quem é cotista em redes privadas ou está cursando no nível superior em faculdades públicas devem também preencher o formulário de auto declaração de renda no seguinte site: http://bilheteunico.sptrans.com.br/

Para quem já pagou a validação anual, a quantidade de viagens gratuitas estará disponível um dia depois do preenchimento.
Já o estudante que ainda não pagou esta taxa anual vai ter direito aos créditos no cartão três dias depois do pagamento.
A taxa é de R$ 24,50 sendo obrigatória para todos os estudantes que usarem o Bilhete Único, tendo direito ou não à gratuidade.

UNIVERSIDADES OU FACULDADES PARTICULARES:
A gratuidade nos ônibus municipais para estudantes da rede privada do nível superior estará disponível apenas no dia 09 de fevereiro de 2015.
A instituição de ensino deve informar à SPTrans se o aluno tem direito à gratuidade. Neste caso, os estudantes devem atender a uma destas condições pelo menos:
– bolsistas do programa PROUNI;
– financiados pelo FIES;
– integrantes do Programa Bolsa Universidade (Programa Escola da Família), que possuam renda familiar per capita inferior a 1,5 salários mínimo nacional;
– abrangidos por programas governamentais de cotas sociais ou raciais que possuam renda familiar per capita inferior a 1,5 salários mínimo nacional.

BOLSA UNIVERSIDADE E COTAS SOCIAIS E RACIAIS:
Os estudantes que estão inseridos em cotas sociais ou raciais ou ainda os que estão no programa Bolsa Universidade devem a partir desta quinta-feira, dia 05 de fevereiro preencher a autodeclaração de renda no mesmo site: http://bilheteunico.sptrans.com.br/
Se mesmo depois de todos estes passos e pagamentos de taxas, a gratuidade não estiver disponível, os estudantes devem procurar a instituição de ensino para verificar se a universidade ou faculdade enviou os dados à SPTrans. Se o envio foi feito pela instituição de ensino, aí a reclamação deve ser feita na SPTrans. Quem mora em São Paulo pode telefonar para o número 156. Já quem usa ônibus em São Paulo, mas mora em outras cidades deve procurar um posto da SPTrans ou registrar queixa no seguinte endereço eletrônico: http://www.sptrans.com.br/sac/solicitacoes.aspx

Fonte:  ,por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas