quinta-feira, 9 de abril de 2015

Embu das Artes: Inovações tecnológicas são testadas no transporte público

O transporte público de Embu das Artes passou por vistoria semestral no mês de março e melhorias foram comentadas pelo secretário da pasta, Francisco Carlos Pereira, o Kal. A padronização da cor de toda a frota de ônibus e micro-ônibus, troca de algumas linhas que passam a ter a operação feita apenas com ônibus, identificação facial e a comodidade do sistema wi-fi. A tarifa também sofre reajuste no próximo dia, 20, que passa a ser cobrado o valor de R$ 2,90 em todas as linhas municipais. Além disso, 95% da frota será 0km até 2016, dois veiculos já foram trocados. 


kal
Secretário de Trânsito e Transporte, Kal, apresenta a identificação biométrica facial nos ônibus (foto:Adriana Monteiro)

Para quem estava acostumado em identificar o transporte pela cor deve se atentar aos detalhes, toda a frota será renovada com adesivação na cor verde/branco e uma tarja na parte dianteira do vidro definirá a cor da linha, como por exemplo a linha Jardim Tomé-Centro, terá a cor verde com a tarja em vermelho. E dessa forma acontecera com todas as linhas. 
wifi
Outra situação comentada pelo secretário Kal foi a mudança de micro-ônibus para ônibus em algumas linhas. Ele ressaltou que em algumas linhas não é possível fazer a troca em 100%, uma vez que as ruas não suportam o peso do veiculo ou a rua é estreita para esse tipo de transporte. Porém a linha do Jardim Santo Eduardo passa ser feita integralmente com ônibus. 
"No município nem todas as linhas comporta o ônibus de grande porte, temos por exemplo a linha 8 que contempla os bairros do Santa Rita, Santa Luzia e Jardim Silvia que não entra um ônibus grande. A ideia é todas as linhas que as ruas tem a estrutura de trafego com porte maior. A primeira que estamos fazendo é o Santo Eduardo, que queremos encerrar até o meio do ano, a toda de todos os veículos para grande porte", disse o secretário Kal. 
A passagem de ônibus municipais será reajustada de R$ 2,60 para R$ 2,90, a partir de 20 de abril. De acordo com a prefeitura do município, o reajuste é inferior ao solicitado pela Cooperativa dos Trabalhadores do Transporte Profissional da Terra das Artes (Coopercav). Embu das Artes é a única cidade do País a fazer o reajuste pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) e não pela tabela do Grupo Executivo de Integração da Política de Transportes (Geipot), que inclui insumos e custeio da frota, elevando o preço.
As tecnologias de identificação biométrica facial e sistema wi-fi são estudados e implantados no transporte municipal de Embu das Artes. Com o objetivo de coibir a utilização indevida dos cartões que oferecem gratuidade aos passageiros, a empresa implanta a identificação facial, ou seja, logo que o usuário encosta seu cartão é feita uma leitura de pontos do rosto que permitem comprovar a autenticidade do beneficiário. Os leitores já foram instalados em praticamente 100% da frota e passa por testes. 
Outra inovação tecnológica investida pelo Léo Novaes, presidente da Coopercav é a rede wi-fi para acesso à internet. Essa questão está em fase de teste e analisam para a melhorar forma de implantação, apenas um carro da linha do Jd. Santo Eduardo dispõe do recurso até o momento.  

Leia também:

Gerente diz que Pirajuçara cumprirá exigências da prefeitura para continuar em Taboão


Fonte: Jornal na Net, Por Adriana Monteiro 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas