quarta-feira, 1 de julho de 2015

Senado isenta óleo diesel de PIS/Cofins

Dilma, no entanto, deve vetar a emenda


ônibus
Ônibus urbano. Tarifa poderia ter aumentos menores caso Dilma mantivesse desoneração do diesel. Foto: Adamo Bazani




O Senado Federal aprovou nesta terça-feira, dia 30 de junho de 2015, emenda que isenta o óleo diesel da tributação do PIS/Cofins.
A emenda foi inserida na Medida Provisória 670 que reajusta a tabela de imposto de renda de forma escalonada.
O objetivo da isenção, segundo os senadores, é atender pedidos de caminhoneiros e estimular o agronegócio, que depende deste tipo de combustível. Em médio prazo, poderia auxiliar na redução dos próximos reajustes de tarifas de ônibus, seja urbano, metropolitanos ou rodoviários.
Mas a presidente Dilma Rousseff deve vetar a emenda. Segundo a equipe econômica, a isenção faria com que o governo deixasse de arrecadar R$ 1,15 bilhão ao mês ou R$ 13,8 bilhões por ano. Para o governo, a emenda prejudica o ajuste fiscal.
A emenda foi proposta foi apresentada há duas semanas pela Câmara dos Deputados e agora aprovada pelos senadores.

Fonte: ,por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas