quinta-feira, 13 de agosto de 2015

TRILHOS: Prioridade do governador Geraldo Alckmin, trem até Sorocaba não sai do papel


De acordo com a CPTM, a MIP para os trens, apresentada ao governo do Estado está em análise 


Classificados, até o ano passado, como projetos “prioritários” pelo governador Geraldo Alckmin no setor de transporte, os trens regionais – incluindo uma linha ligando a Capital a Sorocaba e passando pelos municípios da região Oeste – ainda não saíram do papel.

De acordo com a CPTM, a MIP (Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada) para os trens, apresentada ao governo do Estado pelas empresas BTG Pactual e EDLP – Estação da Luz Participações, está em fase de análise pelo Conselho Gestor das PPP’s(Parcerias Público Privada, já que vai envolver uma parceria com o setor privado.

A proposta foi apresentada em 2012 e a situação atual é a mesma divulgada pela empresa em setembro do ano passado. Só com a aprovação do conselho os estudos são liberados às empresas, que ficarão responsáveis pelos desenvolvimentos dos projetos básico e executivo para início das obras.

A MIP abrange, segundo a CPTM, construção de infraestrutura, implantação de equipamentos e sistemas e compra de material rodante (trens) para operar uma rede integrada de linhas de trens, abrangendo também as cidades de Santos, Mauá, São Caetano, Santo André, Jundiaí, Campinas, Americana, São José dos Campos e Taubaté.

Já o projeto inicial do trem até Sorocaba prevê uma linha ferroviária, com 87,65 quilômetros de extensão em via dupla, passando por Osasco, Carapicuíba, Barueri, Jandira e Itapevi. Os trens devem fazer o trajeto em cerca de 50 minutos, a uma velocidade média de 
160 km/h. Estão planejadas ainda quatro estações de embarques: Água Branca (São Paulo), São Roque, Brigadeiro Tobias (Sorocaba) e Sorocaba.

Fonte: webdiario.com.br,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas