terça-feira, 13 de outubro de 2015

Carro usado? Veja 5 dicas para a compra e ficar tranquilo

imagem da web
Confira as nossas dicas para que a aquisição de um carro usado não se transforme em um problema para você:

1 - Teste o carro antes de comprá-lo

Fazer um teste é interessante para que você experimente o carro que está adquirindo e veja se ele atende as suas expectativas.

Se tiver a oportunidade, procure um mecânico de confiança que possa avaliar seu estado de conservação. Alguns veículos podem apresentar problemas sérios de motor e câmbio, que são componentes caros. Dirija em locais onde está acostumado e verifique se o carro cabe na vaga do prédio.

2 - Se possível, compre o carro de um conhecido ou em concessionária

Adquirir o veículo de alguém que você conhece o ajuda a correr menos riscos nessa compra. Havendo eventuais problemas com o automóvel, você saberá a quem apresentar a reclamação.

Se não for possível com um amigo, o ideal é procurar concessionárias, que além de serem lojas grandes e experientes, com reputação a zelar, boa parte delas carrega junto o nome da montadora, que exige qualidade na prestação dos serviços.

Dirija em locais onde está acostumado e verifique se o carro cabe na vaga do prédio.
 
3. Analise a documentação e descubra se o carro não é roubado
É importante verificar no site do Detran se a placa do carro é verdadeira e se não há pendências a serem pagas, como multas, licenciamento, IPVA e DPVAT (seguro obrigatório). Em relação ao documento do veículo, fique atento, os verdadeiros possuem um alto-relevo em toda a sua volta. Existem empresas especializadas em vistorias de veículos, que podem realizar esse serviço.

As concessionárias garantem a procedência dos veículos vendidos aos clientes. Ao comprar um veículo de pessoa física, você precisa fazer uma vistoria, analisando os número do chassi, dos vidros e da placa. Veja se são os mesmos que estão no documento.

4 – Veja se o veículo não se envolveu em colisão grave
Acidentes podem comprometer partes importantes do veículo, acarretando em gastos e problemas ao futuro comprador.

Para identificar a ocorrência de acidentes, faça uma vistoria na pintura com o carro seco e limpo. Verifique se há simetria entre as portas, os parachoques e o teto. Ondulações, pequenos amassados na lataria ou diferenças nas quinas do capô são indicações de colisão.

Dê "pancadinhas" com os dedos na lataria para verificar se o barulho é diferente em algum ponto que pode indicar a colocação de massa plástica. Se mesmo após a sua inspeção você tiver dúvidas, o ideal é chamar um mecânico para realizar essa avaliação.

5 - Analise o estado de conservação geral do veículo
Verifique verificar todos os itens de segurança desde a validade do extintor, a existência de chave de rodas, triângulo e até as condições do estepe. Veja se há vazamento de óleo embaixo do carro, se há queima excessiva de óleo no motor ou se há presença de manchas escuras no escapamento. Entenda a periodicidade de troca de óleo e solicite o histórico de manutenção do veículo.

Confira o estado dos pneus. Desgastes irregulares podem indicar problemas com a suspensão ou a falta de alinhamento das rodas. Já pneus carecas ou com mais de 60.000 quilômetros rodados precisarão ser substituídos porque trazem risco à segurança.


Fonte: Consumidor.gov

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas