sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Consumidor que desconfia de medidor de energia elétrica pode solicitar teste


Resultado de imagem para medidor de velocidade de energiaAlguns consumidores querem a certeza que os medidores estão corretos com o consumo de energia, principalmente em uma época de crise. A Agência Estadual de Metrologia de Mato Grosso do Sul (AEM/MS) inaugurou o Laboratório de Verificação Metrológica de Medidores de Energia Elétrica (Laben) e por isso se tornou pioneira no país. A equipe é capacitada e o laboratório realiza diversas atividades do Inmetro. O Laben está localizado na AEM/MS, avenida Fábio Zahran, 3231, Jardim América.

O Laben também realiza verificações de medidores de outros estados, como São Paulo e Goiás, devido ao reconhecimento que o laboratório possui nacionalmente. A verificação do medidor é feita pelo pedido da concessionária ou do consumidor quando existe suspeita de irregularidades. Somente a concessionária está apta a retirar o medidor para envio ao laboratório da AEM/MS.

O consumidor pode solicitar uma verificação metrológica por meio de pedido feito à concessionária. De acordo com informações da concessionária, se não for constatado nenhum defeito no medidor, o valor das despesas com a verificação é de aproximadamente R$ 30,00 e será cobrado do consumidor na fatura de consumo de energia.

O laboratório realiza 15 mil verificações por ano, 85% são a pedido da concessionária e 15% a pedido dos consumidores. Em 90% dos casos os medidores são reprovados, em sua maioria devido à fraude. O Laben realiza perícias metrológicas em medidores, contando com um engenheiro eletricista em seu quadro de pessoal, responsável pelos laudos emitidos.

De acordo com o Diretor de Laboratórios da AEM/MS, João Alfredo Carneiro, entre os principais benefícios da atuação do laboratório está o fato de o consumidor poder acompanhar as verificações e estas serem realizadas por servidores capacitados e imparciais. “O trabalho do Laben garante transparência e credibilidade às verificações, ajudando a combater as fraudes em medidores, responsáveis por grandes prejuízos que, no final, acabam recaindo sobre os próprios consumidores”.
Fonte: IDEC - www.idec.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas