quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

São Paulo perdeu 13 mil cobradores de ônibus, diz sindicato

Segundo levantamento da entidade, de 32 mil cobradores, cerca de 1/3 foram demitidos em um ano.

onibus
Cooperativas se transformaram em empresas para licitação e estão mandando cobradores embora, diz sindicato.
O número de cobradores de ônibus na capital paulista tem diminuído sensivelmente, principalmente depois de as cooperativas de transportes terem sido transformadas em empresas de ônibus para o processo de licitação do sistema.
É o que aponta um levantamento do Sindmotoristas – Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo revelado ao jornal Agora São Paulo.
Segundo a entidade, de 32 mil cobradores, em torno de 13 mil foram demitidos no período de um ano. Ainda de acordo com o Sindmotoristas, ao menos 13 empresas que atuam no subsistema local da capital paulista trabalham sem os cobradores.
O maior número de pessoas utilizando o Bilhete Único, a transformação das cooperativas em empresas de ônibus e novos equipamentos de bilhetagem eletrônica podem explicar este número.
O Sindmotoristas promete realizar manifestações e debates sobre o tema. É preocupação da entidade também a licitação dos transportes de ônibus da capital paulista, que está barrada pelo TCM – Tribunal de Contas do Município e é alvo de mais uma ação do Ministério Público de São Paulo. Veja no link: http://wp.me/p18rvS-5He
A licitação prevê a diminuição da frota em aproximadamente 2.000 ônibus, o que para o sindicato, vai interferir no nível de emprego da categoria. Segundo a prefeitura, o edital prevê a presença de cobradores nos ônibus de maior porte da capital paulista.
O sindicato ainda reclama do aumento do nível de estresse dos motoristas que precisam cobrar enquanto dirigem, ampliando os riscos de acidentes.

Fonte: ,por: Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas