O órgão é destinado à proteção e defesa dos direitos e interesses dos consumidores; exerce a função de acompanhamento e fiscalização das relações de consumo e auxilia, quando há algum tipo de abuso relacionado aos varejistas e atacadistas sobre o consumidor.
Cotia tem um diferencial quando o assunto está relacionado ao Procon, pois ele conta com 7 técnicos, dentre eles 5 advogados, o que torna o atendimento melhor, mais rápido e com orientação jurídica, para direcionar a outros órgãos quando necessário.
As duas unidades funcionam das 9h às 16h e o atendimento é presencial.
Quando procurar o Procon: quando o consumidor necessitar de orientação sobre quaisquer problemas que envolvam consumo de bens ou prestação de serviços. O Procon atende reclamações sobre: Alimentação; Produtos; Saúde; Serviços Privados; Serviços Essenciais; Assuntos Financeiros.  Recebe, analisa, avalia, soluciona, bem como encaminha as reclamações aos fornecedores, buscando solucionar o problema apresentado pelo consumidor. Para agilizar o atendimento, o consumidor deverá ter à mão os seguintes documentos: nota ou cupom fiscal, ordem de serviço, recibo, certificado de garantia, fatura, contrato etc, que comprovem a aquisição do produto ou a contratação do serviço.
Os técnicos do Procon ministram palestras sobre Educação para o Consumo em Escolas, Entidades de Classe e social, Centros de Referência e Assistência Social e outros, mediante prévio agendamento.
Problemas não atendidos no Procon: reclamações trabalhistas, reclamações sobre tributos em geral, faz cobranças de dívidas, direito de vizinhança, família.
Como reclamar: O consumidor deverá ter sempre à mão os seguintes documentos: fatura, recibo, certificado de garantia, ordem de serviço, contrato, nota ou cupom fiscal, que comprovem a relação de consumo (aquisição de produto ou contratação de serviços).
Prazos para reclamar: Vícios de fácil constatação em produtos ou serviços: 30 dias para produtos ou serviços não duráveis; 90 dias para produtos ou serviços duráveis.
 Fonte: PMC