sexta-feira, 15 de abril de 2016

Iniciativa privada interessada em assumir linhas 8 e 9 da CPTM,privatizar é a solução?.

Governo do Estado analisa proposta da TPI – Triunfo Participações e Investimentos S/A

alckimin
Alckmin em trem da linha 8 da CPTM. Iniciativa privada quer operar. Foto Arquivo Governo do Estado de São Paulo
As linhas 8 – Diamante (Júlio Prestes – Itapevi Amador Bueno) e 9- Esmeralda (Osasco – Grajaú) da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos podem ser operadas pela iniciativa privada.
Conforme adiantou o portal ViaTrolebus (http://viatrolebus.com.br/2016/04/cptm-estuda-concessao-das-linhas-8-e-9/) , o Governo do Estado de São Paulo recebeu uma MIP – Manifestação de Interesse Privado para uma PPP – Parceria Público Privada.
A proposta é da TPI – Triunfo Participações e Investimentos S/A.
A empresa seria responsável pela operação dos trens e manutenção das duas linhas e das estações correspondentes.
A privatização da CPTM é discutida ao menos desde 1999 – Confira esta matéria daquele ano: http://www.dgabc.com.br/Noticia/287326/governo-de-sp-anuncia-privatizacao-da-cptm
Esta nova proposta consta no Diário Oficial do Estado de São Paulo que publicou na edição de terça-feira, 12 de abril, a ata da 70ª Reunião Ordinária do Conselho Gestor do Programa Estadual de Parcerias Público-Privadas, ocorrida no dia 26 de fevereiro, no Palácio dos Bandeirantes.
No documento, consta que o presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos/CPTM, Paulo de Magalhães Bento Gonçalves, vai ainda estudar a proposta.
Linha 8 Diamante e Linha 9 Esmeralda – CPTM Referindo-se ao Ofício GS/STM 20-2016, endereçado pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos a este Conselho, que trata da proposta de PPP para as Linhas 8 e 9 da CPTM, submetida pela empresa TPI – Triunfo Participações e Investimentos S/A, passou a palavra ao Secretário da STM, Clodoaldo Pelissioni, que apresentou a referida MIP. A proposta contempla a assunção da operação dos serviços de transporte de passageiros das linhas 8 e 9, atualmente prestados pela CPTM, com o compromisso de realizar a modernização dessas linhas, adequar sua infraestrutura e construir novas estações, visando elevar o padrão de desempenho e qualidade existentes. Ponderou que a contraprestação estimada que foi apresentada aponta potencial de redução de custos frente à atual situação, mas que seria necessário validar as premissas da proponente. O Secretário da Fazenda, Renato Augusto Villela dos Santos, lembrou que a racionalização se faz necessária em época de pouco recurso. Diante do exposto, o Presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos/CPTM, Paulo de Magalhães Bento Gonçalves, solicitou o período de um mês para melhor avaliar a proposta, trazendo uma posição mais clara na próxima reunião deste Conselho.
Fonte: por: Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas