quinta-feira, 2 de junho de 2016

Justiça determina manutenção de cobradores de ônibus na capital paulista, diz sindicato

Disputa judicial vem desde 2014

Maior número de demissões ocorreu em empresas que surgiram das cooperativas
Maior número de demissões ocorreu em empresas que surgiram das cooperativas
O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou a manutenção de cobradores de ônibus no sistema da capital paulista.
A informação é do Sindmotoristas – Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo.
Assim os ônibus da capital devem ter o segundo funcionário, além do motorista.
De acordo com o sindicato, de 32 mil cobradores, em torno de 13 mil já foram demitidos no ano passado, principalmente das empresas de ônibus do subsistema local que surgiram das cooperativas de transportes.
A retirada de cobradores foi determinada pela prefeitura após uma manobra da base aliada de Haddad na Câmara dentro de um projeto sobre o parcelamento de dívidas do IPTU e ISS.
A entidade sindical entrou na justiça e a prefeitura perdeu nas instâncias estaduais. A administração então recorreu ao STF – Supremo Tribunal Federal, no entanto o ministro Gilmar Mendes entendeu que este caso deve ser julgado pela justiça em São Paulo.
Em nota, o sindicato dos motoristas e cobradores diz que a manutenção dos cobradores deve garantir emprego de 24 mil funcionários.
Em tempos de crise econômica e de 11 milhões de desempregados, garantir o emprego de 24 mil pais de família no sistema de transporte coletivo urbano de São Paulo é de uma importância social incalculável e mérito da Gestão Noventa que tem se destacado por obter conquistas históricas para a categoria.
Prefeitura e empresas de ônibus contestam a permanência desses profissionais e alegam que 96% dos passageiros já usam bilhetagem eletrônica na capital e a manutenção dos cobradores no sistema causa um impacto financeiro de R$ 1 bilhão.
Fonte: por: Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas