sexta-feira, 18 de novembro de 2016

São Paulo: Nova Equipe de governo municipal, já considera aumentar tarifa de ônibus em 2017


Possibilidade contraria promessa de campanha. Seriam repassados apenas os custos de gratuidades e inflação deve ser assumida pela prefeitura


3-50
Diante de análise das planilhas de transporte coletivo, a equipe de transição de João Dória concluiu que diferentemente do que o prefeito eleito falava, em vez de R$ 550 milhões, o congelamento da tarifa de ônibus em 2017 necessitaria de ao menos R$ 1,25 bilhão a mais nos subsídios previstos para 2017, que são de R$ 1,7 bilhão.
Com isso, a equipe já considera um reajuste intermediário entre os atuais R$ 3,80 e os R$ 4,40 que foram planejados para o ano que vem caso fosse aplicado o índice de inflação.
Somente com a elevação do total de gratuidades, como para idosos a partir de 60 anos e desconto integral para estudantes em 2017, o impacto deve ser de R$ 750 milhões.
As gratuidades totais e parciais somam 33% do total de passageiros.
Assim, a proposta agora da equipe de Doria é aumentar a tarifa para cobrir essas gratuidades, no entanto, não repassar para os passageiros o aumento de R$ 500 milhões por causa da inflação planejada.
O déficit da prefeitura com sistema é grande. Neste ano, a arrecadação tarifária deve ser de R$ 5,5 bilhões e os custos dos transportes devem se aproximar de R$ 7,5 bilhões

Fonte: ,por: Adamo Bazani, jornalista, especializado em transporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sugestão, Reclamações, Elogios, Comentários e Perguntas